KIDS 20

“Kids 20”: jovens repórteres de projetos do Rio e de SP fazem cobertura do G20

Do ministro das Finanças da Rússia ao vice-presidente da República do Brasil, passando por economistas, jornalistas renomados e o ministro da Fazenda Fernando Haddad: cobertura do G20 é feita sob o olhar de jovens repórteres estudantes de escolas públicas do Rio de Janeiro e de São Paulo

02/03/2024 10:43 - Modificado há 3 meses
João Vitor, Letícia e Sarah, além de realizarem a cobertura do evento, também aproveitaram para “trocar figurinhas” com os jornalistas que estavam na reunião. Foto: Ernesto Carrico/Governo do Estado do Rio de Janeiro.
João Vitor, Letícia e Sarah, além de realizarem a cobertura do evento, também aproveitaram para “trocar figurinhas” com os jornalistas que estavam na reunião. Foto: Ernesto Carrico/Governo do Estado do Rio de Janeiro.

Cerca de 800 profissionais de imprensa de 28 países se mobilizaram para cobrir as reuniões ministeriais das Trilhas de Sherpas e de Finanças do G20, que aconteceram no final de fevereiro no Rio e em São Paulo. Dentre eles, alguns repórteres e cinegrafistas se destacavam entre os demais, seja pela pouca idade, por estarem vestindo uniformes escolares, ou por serem eles mesmos personagens das matérias de outros veículos de comunicação. 

Tratam-se de jovens estudantes de escolas públicas das redes municipal e estadual de Rio de Janeiro e da rede municipal de São Paulo. O projeto Andar (Agência de Notícias dos Alunos da Rede), coordenado pela Prefeitura do Rio de Janeiro, participou da cobertura do evento do grupo de engajamento Business 20 (B20) em janeiro. Já os jovens da rede estadual de ensino do Rio de Janeiro participaram da cobertura da reunião de ministros das Relações Exteriores do G20. Em São Paulo, foi a vez dos participantes do projeto Imprensa Jovem, com estudantes da rede municipal de ensino.

Os jovens repórteres entrevistaram o jornalista André Trigueiro, especializado em jornalismo ambiental. Foto: Ernesto Carrico/Governo do Estado do Rio de Janeiro.
Os jovens repórteres entrevistaram o jornalista André Trigueiro, especializado em jornalismo ambiental. Foto: Ernesto Carrico/Governo do Estado do Rio de Janeiro.

No Rio de Janeiro, três destes repórteres mirins eram João Vitor Brasileiro, Letícia Vieira e Sarah Sena, estudantes do 3º ano do ensino médio do Centro Integrado de Educação Pública (Ciep) 117 - Carlos Drummond de Andrade, primeira escola pública bilíngue do Rio de Janeiro, em uma parceria Brasil - Estados Unidos da América. Dentre os projetos do Ciep 117 está o Jornal Intercultural, que capacita as e os estudantes na área de comunicação. Os jovens podem desempenhar diversas funções, como relações públicas, designers, redatores e/ou fotógrafos, bem como em redações profissionais. 

Durante a Reunião de Chanceleres, as e os estudantes, além de realizarem a cobertura do evento, também fizeram uma matéria sobre os bastidores da notícia, entrevistando jornalistas e apurando a dinâmica de trabalho da imprensa. Sarah Sena, editora-chefe do Intercultural News, que atua no jornal desde o 1º ano do ensino médio, pensa em seguir o jornalismo como graduação e viu na participação no G20 uma motivação ainda maior para escolha, já que neste ano presta vestibular.

“O que mais me chama atenção na área do jornalismo é o conhecimento, saber sobre culturas, etnias, ideias… isso me interessa muito porque a gente sai da bolha e vê que existem outros pensamentos, outras pessoas. Estar nessa cobertura foi maravilhoso, ver os jornalistas de pertinho, trabalhando, correndo e escrevendo. Isso com certeza me inspira”, colocou Sarah.

A cobertura foi o piloto do projeto “Jovens Repórteres G20”, que está em elaboração pelo Governo do Estado do Rio de Janeiro, via Secretaria Estadual de Educação. 

Imprensa Jovem em São Paulo 

Para os 13 estudantes da rede pública do projeto Imprensa Jovem, que participaram da cobertura da 1ª Reunião de Ministros de Finanças e Presidentes de Bancos Centrais do G20, no Pavilhão da Bienal, no Parque Ibirapuera, em São Paulo, a oportunidade de cobrir o evento na capital paulista representava mais do que apenas uma chance de exercitar suas habilidades de reportagem. Era uma oportunidade de mergulhar no mundo da mídia global e fazer sua marca em um dos eventos mais importantes do calendário internacional.

"Quando soubemos que teríamos a chance de cobrir o G20, ficamos animados, mas também conscientes dos desafios que viriam pela frente", compartilhou Vitória Calado, 14 anos, estudante da E.M.E.F Paulo Duarte, localizada no bairro Sapopemba, na Zona Leste de São Paulo. "Sabíamos que seria uma experiência intensa, mas estávamos prontos para enfrentá-la", conta.

Acompanhados de três professores, enquanto se preparavam para o evento, os estudantes carregavam consigo expectativas mistas. Esperavam a oportunidade de não apenas relatar os eventos, mas também de absorver conhecimento e ganhar perspectivas valiosas sobre o funcionamento da mídia em um contexto global. "Para muitos de nós, o G20 era um terreno desconhecido. Estávamos ansiosos para ver como os profissionais lidavam com a pressão e como a mídia global cobria um evento desse porte", explicou Carlos Lima, o professor coordenador do projeto.

Ministro das Finanças da Rússia, Anton Siluanov, concedeu entrevista aos jovens repórteres de São Paulo | Foto: Audiovisual/G20
Ministro das Finanças da Rússia, Anton Siluanov, concedeu entrevista aos jovens repórteres de São Paulo | Foto: Audiovisual/G20

Durante o primeiro dia do encontro do G20 em São Paulo, a imprensa jovem conseguiu uma entrevista com o ministro das Finanças da Rússia, Anton Siluanov. Em meio à agitação do evento, Siluanov não apenas compartilhou suas perspectivas sobre os desafios econômicos globais, mas também demonstrou sua simpatia pelos estudantes ao posar para fotos e interagir de forma amigável com os jovens.

O encontro com jornalistas profissionais foi outro momento de euforia para os estudantes. De repente, eles se viram cercados por veteranos da comunicação, prontos para compartilhar suas experiências e orientá-los na cobertura jornalística em nível internacional. Na sala de imprensa, a Imprensa Jovem circulou, conversou com jornalistas brasileiros e estrangeiros, entrevistaram e foram entrevistados. 

"Conversar com jornalistas que estão na linha de frente de grandes eventos nos deu uma nova perspectiva sobre o que significa ser um repórter de verdade", refletiu Vitória. "Suas histórias nos inspiraram e nos deram a confiança necessária para enfrentar os desafios que tínhamos aqui”, relata.

O projeto Imprensa Jovem fechou sua participação na reunião ministerial de São Paulo de forma muito especial. Coube a jovem Vitória Calado fazer a última pergunta ao ministro da Fazenda, Fernando Haddad, na coletiva final com jornalistas do mundo todo. “Pequena na estatura e gigante na coragem”, resumiram seus colegas.

Jornal Intercultural News - Veículo online, presente nas redes por meio de perfis no Instagram, Twitter e Facebook. 

Projeto Andar - Os principais conteúdos da agência, que engloba diversos veículos de mídia escolar, é compilado em um portal online. A cobertura do B20 foi realizada pelo Jornal EMOT, com produção de conteúdo audiovisual, veiculado no youtube.

Kids 20 

Todas as coberturas dos repórteres mirins do G20 podem ser acessadas em um espaço especial do site oficial do G20, em que todas as notícias das imprensas escolares do Rio de Janeiro e São Paulo estão compiladas. Basta acessar Kids 20 e conferir matérias como “Coisa de gente grande”: jovens e crianças farão cobertura do G20” e “Projeto Andar lança cobertura do G20: imprensa mirim entrevistou Geraldo Alckmin

Veja também

Carregando