NOTÍCIAS

Boletim G20 Ed. 52 - Aliança Global contra a Fome deve mobilizar recursos, defende ministro

A Aliança está baseada em dois princípios: o foco nos mais pobres e vulneráveis e a implementação consistente de políticas nacionais. Ouça e saiba mais!

24/02/2024 23:00 - Modificado há 2 meses

Repórter: O ministro Wellington Dias do Desenvolvimento e Assistência Social, Família e Combate à Fome e coordenador da Força-Tarefa para a Aliança Global contra a Fome e a Pobreza do G20, concedeu uma coletiva de imprensa na sede do G20 em Brasília. O ministro falou na abertura da primeira reunião da força tarefa, que aconteceu entre os dias 21 e 23 de fevereiro por videoconferência.

O foco da reunião foi o enfrentamento à pobreza e à fome, incluindo a produção sustentável de alimentos, a proteção social e os meios de tornar a colaboração internacional mais eficaz. Foi discutido ainda um termo de adesão dos países interessados em ingressar na Aliança Global contra a Fome e a Pobreza. Todos os membros do G20 participaram, incluindo a União Africana e a União Europeia. Além de diversos países convidados e dezenas de organismos internacionais como FMI, Banco Mundial, Unesco, dentre outros.

Ministro Wellington Dias: O que queremos com a aliança contra a Fome e a Pobreza é um mecanismo prático para mobilizar recursos financeiros e conhecimento de onde são mais abundantes e canalizá-los para onde são mais necessários, apoiando a implementação e a ampliação da escala de ações políticas e programa no nível nacional. Cada país, autonomamente, soberanamente elabora o seu plano, atualiza o seu plano. Para quem já tinha, mas agora também podendo, receber o apoio em conhecimento e também financeiro, para que possa alcançar um resultado mais potente.

Repórter: O trabalho da Força Tarefa segue ao longo do ano com novas reuniões no mês de março, em Brasília, e em maio, em Teresina, no Piaui. A expectativa é ter um documento em conformidade com os demais países para ser apresentado, em julho, na Reunião Ministerial no Rio de Janeiro. Após a reunião ministerial, a intenção é ter condições de expandir a Aliança para além do grupo e chegar na Reunião do G20, em novembro deste ano, no Rio de Janeiro, com o lançamento de uma Aliança de fato global com o máximo de países.

Outras notícias

ALIANÇA GLOBAL CONTRA A FOME

“Trata-se de colocar o pobre no orçamento e o rico no imposto de renda”, afirma ministro

21 de fevereiro de 2024
Para o ministro Wellington Dias, Aliança Global contra a Fome e a Pobreza deve ser um mecanismo prático para mobilizar recursos financeiros no combate à insegurança alimentar. O ministro concedeu uma coletiva de imprensa, no dia 21/02, na sede do G20 em Brasília.
Leia maissobre“Trata-se de colocar o pobre no orçamento e o rico no imposto de renda”, afirma ministro