G20 BRASIL

Lula discute prioridades no G20 com FMI, Banco Asiático de Desenvolvimento e Banco do Brics

Presidente discutiu a reforma da governança global com chefes de instituições financeiras multilaterais e defendeu investimentos para promover inclusão social e combater a pobreza. Reuniões aconteceram em Brasília, nesta segunda-feira (4/3), e contaram com as presenças de Fernando Haddad, ministro da Fazenda, e Dilma Rousseff, presidenta do NBD.

04/03/2024 17:40 - Modificado há 3 meses
Presidente Brasileiro com Jin Liqun, do Banco Asiático de Investimento em Infraestrutura (AIIB); Dilma Rousseff, presidenta do (NDB) e Fernando Haddad, ministro da Fazenda do Brasil | Foto: Audiovisual/SECOM
Presidente Brasileiro com Jin Liqun, do Banco Asiático de Investimento em Infraestrutura (AIIB); Dilma Rousseff, presidenta do (NDB) e Fernando Haddad, ministro da Fazenda do Brasil | Foto: Audiovisual/SECOM

Desenvolvimento sustentável, inclusão social, combate à pobreza, investimentos e reforma da governança global, temas chave da presidência brasileira do G20, orientaram as reuniões entre o presidente Luiz Inácio Lula da Silva e Kristalina Georgieva, diretora-geral do Fundo Monetário Internacional; e Jin Liqun, presidente do Banco Asiático de Investimento em Infraestrutura (AIIB). Dilma Rousseff, presidenta do Novo Banco de Desenvolvimento (NDB); e Fernando Haddad, ministro da Fazenda do Brasil, participaram dos encontros com os chefes das instituições financeiras multilaterais. 

Jin destacou o desejo de ampliar a conexão para investimentos com o  Brasil e países da América Latina, com destaque para ações de mitigação das mudanças climáticas, adaptação e o desenvolvimento do setor privado. O chefe do AIIB se comprometeu ainda em apoiar o governo brasileiro a realizar projetos nas áreas de infraestrutura e transportes. 

“Qualquer coisa que seja importante para este país será para o nosso trabalho. Viemos aqui para ouvir o seu governo e o seu povo. Gostaríamos de saber o que você deseja que este banco faça por você. E estamos prontos para fornecer uma grande quantidade de recursos para o seu país”, salientou Jin Liqun. 

Georgieva parabenizou o presidente Lula e o ministro Haddad pelas reuniões da Trilha de Finanças do G20, realizadas na semana passada em São Paulo. A responsável pelo FMI, também destacou que a instituição ampliou os empréstimos aos países do Sul Global durante a emergência sanitária da Covid-19. “Temos emprestado aos países em desenvolvimento em uma escala sem precedentes, incluindo empréstimos concessionais para mais de 40 países durante meu mandato”, pontuou. 

 Lula com Kristalina Georgieva, diretora-geral do FMI | Foto: Audiovisual/SECOM
Lula com Kristalina Georgieva, diretora-geral do FMI | Foto: Audiovisual/SECOM

Veja também

Grupo de Trabalho sobre Arquitetura Financeira Internacional faz primeira reunião e debate desafios e prioridades globais

26 de janeiro de 2024
A primeira reunião do Grupo de Trabalho sobre Arquitetura Financeira Internacional do G20, presidida pelo Brasil, discutiu propostas para remodelar a ordem financeira global. Foco está em fortalecer instituições financeiras internacionais, abordar desafios da dívida soberana e promover fluxos de capital resilientes. A busca por uma arquitetura financeira mais eficaz e representativa deve dominar as propostas do grupo de trabalho, com avanços importantes na estabilidade econômica e financeira mundial
Leia maissobreGrupo de Trabalho sobre Arquitetura Financeira Internacional faz primeira reunião e debate desafios e prioridades globais