IMPRENSA JOVEM

Imprensa Jovem faz cobertura das reuniões do G20 que acontecem em São Paulo nesta semana

Estudantes de escolas municipais participarão de atividades nos dias 27, 28 e 29 de fevereiro no Pavilhão Bienal, no Parque do Ibirapuera.

26/02/2024 12:10 - Modificado há 3 meses
Foto: Imprensa Jovem
Foto: Imprensa Jovem

No ano em que o Brasil lidera o fórum internacional do G20, o Grupo dos 20, e sedia os encontros dos representantes dos países que integram o grupo, estudantes do Programa Imprensa Jovem, da Secretaria Municipal de Educação (SME) de São Paulo, têm a oportunidade de fazer a cobertura do evento. 

As equipes do Imprensa Jovem escaladas para a cobertura são das EMEFs Pedro Américo, M’Boi Mirim II, José Mário Pires Azanha, Deputado José Blota Júnior e Paulo Duarte, além de estudantes do Centro de Estudos de Línguas Paulistano (CELP) Pirituba – Jaraguá. Estes alunos repórteres irão acompanhar as reuniões e fazer entrevistas com ministros e outras personalidades relacionadas à economia e ao mundo das finanças. 

Para o coordenador de Educomunicação da SME, Carlos Lima, “o diálogo entre estudante e os especialistas do G20, não apenas reduzirá a aridez do tema, mas também abrirá espaço para a criação de conteúdos mais atrativos e relevantes para os jovens”, afirma. 

A iniciativa foi possível por meio de uma articulação entre as Secretarias Municipais de Educação e Relações Internacionais  com o G20 Brasil. O G20 ou Grupo dos 20 é formado por 19 países membros, mais a União Africana e a União Europeia. 

São países com as maiores economias do mundo. Entre os temas discutidos estão a reforma da governança internacional, o desenvolvimento sustentável nos eixos econômico, social e ambiental, e a aliança global para combater a fome, pobreza e desigualdade. 

A professora responsável pela Imprensa Jovem da EMEF M’boi Mirim II, Rita de Cássia Martinez, conta que “participar de eventos como o G20 pode ser uma experiência enriquecedora para estudantes, proporcionando oportunidades de aprendizado e crescimento como aprender com especialistas e líderes de diferentes países, ampliando seus conhecimentos”. 

Preparação para cobertura

Os aprendizados começam muitos dias antes do evento acontecer. Nas escolas escaladas para cobertura, professores e estudantes se preparam com encontros, conversas, pesquisas e roteiro de perguntas, e muito mais. Na EMEF M’Boi Mirim, por exemplo, a professora Rita e as estudantes Isabella Celestino dos Santos e Ana Clara D’avila da Silva, estão fazendo encontros online às terças-feiras, momento em que se dedicam aos estudos sobre o fórum internacional.

Elas checam quem vai participar das reuniões, estão conhecendo mais sobre as autoridades financeiras e bancárias dos diversos países que estarão presentes. Além disso, preparam e analisam material sobre temas de interesse como combate à fome, pobreza e desigualdade, e desenvolvimento sustentável. 

Já os estudantes do Centro de Estudos de Línguas Paulistano irão contribuir com traduções, perguntas e comentários em Inglês. Também irão divulgar o projeto do CELP no mesmo idioma. Dessa forma esses estudantes também terão a oportunidade de ampliar olhares e ter contato com uma segunda língua e vislumbrar um futuro com novas oportunidades. 

Imprensa Jovem 

O Programa Imprensa Jovem promove a educação midiática nas escolas municipais da capital paulista. Está presente desde a Educação Infantil, com  a Imprensa Mirim, até a Educação de Jovens e Adultos, com a Imprensa Mais. Atualmente, são cerca de 7 mil estudantes distribuídos em mais de 350 unidades escolares da Rede Municipal de Educação.

A iniciativa nasceu em 2005 como um projeto de rádio e a proposta de contar as notícias sobre a comunidade escolar. A ação pedagógica tem como objetivo valorizar as vozes e a participação dos estudantes para atuar na rede e também na cidade, realizando cobertura jornalística de grandes eventos como a Bienal do Livro, Campus Party, NFT, BGS, além dos eventos da SME.

Ao participar do Imprensa Jovem os estudantes têm oportunidade de ampliar canais de comunicação da escola com a sua comunidade e produzir informações relevantes para suas realidades, além de desenvolverem habilidades para uma leitura crítica da mídia, combater a desinformação e Fake News.

O Imprensa Jovem recebeu o prêmio Aprendizagem Criativa do Instituto de Tecnologia de Massachusetts, em 2019, e o prêmio Aliança Global pela Mídia e Educação da Unesco, em 2020. No ano de 2023, ficou no top 10 entre as melhores políticas públicas da cidade de São Paulo, com o prêmio CopiCola.  

Fonte: Imprensa Jovem