G20 BRASIL

“G20 é oportunidade para reforçar política externa brasileira”, afirma embaixador

Em entrevista ao programa A Voz do Brasil transmitido ao vivo nesta quinta (30/11) em rádios de todo o país, o embaixador Mauricio Carvalho Lyrio, responsável por preparar e liderar negociações de temas relacionados à Trilha de Sherpas, ressaltou a importância da atuação do Brasil no G20 para reforçar a nova imagem internacional para a política exterior brasileira

01/12/2023 16:19 - Modificado há 7 meses
O Sherpa brasileiro para o G20 e secretário de Assuntos Econômicos e Financeiros do Ministério das Relações Exteriores, Maurício Lyrio, participa do programa A Voz do Brasil. | Foto: Valter Campanato/Agência Brasil

Mauricio Lyrio, que é o sherpa brasileiro nas negociações do G20, compartilhou as prioridades do Brasil na presidência do grupo, destacando a necessidade da redução das desigualdades, da fome e da pobreza no mundo, da mobilização de recursos para lidar com as mudanças climáticas e da reforma de instituições internacionais, como o Conselho de Segurança da ONU, o Fundo Monetário Internacional (FMI) e o Banco Mundial. 

Sobre a estrutura do G20, o embaixador explicou as duas trilhas de atuação: a Trilha de Sherpas — que supervisiona as negociações e discute os pontos que formam a agenda da cúpula, e a Trilha de Finanças — que trata de assuntos macroeconômicos. Mauricio Lyrio destacou a importância de ambas as trilhas andarem juntas para a cúpula dos chefes de Estado, onde as decisões são tomadas.

Perguntado sobre os eventos a serem organizados durante a presidência brasileira, Lyrio descreveu a responsabilidade da tarefa: mais de 120 reuniões planejadas em diversas cidades do país, abrangendo desde grupos de trabalho até cúpulas ministeriais. Ele expressou confiança na capacidade do Brasil de receber bem os participantes estrangeiros. “A presidência brasileira do G20 visa não apenas abordar questões econômicas, mas também promover mudanças sociais positivas”, salientou. 

Ao longo dos próximos meses, o Brasil ficará responsável por organizar reuniões temáticas e setoriais entre os países do grupo. O ápice será a 19º Cúpula do G20, marcada para 18 e 19 de novembro de 2024, no Rio de Janeiro. "Construindo um Mundo Justo e um Planeta Sustentável" é o lema da presidência brasileira, que vai durar um ano.