G20 SOCIAL

F20: fórum amplia debates do G20 para as favelas do Rio

Evento de lançamento do F20 será realizado no dia 08 de julho, com participação de lideranças de diferentes favelas cariocas. Objetivo é incluir o olhar e reivindicações de importante parcela da população nas discussões do fórum, no âmbito do G20 Social.

05/07/2024 10:55 - Modificado há 9 dias
Morro da Fé, Complexo da Penha no Rio de Janeiro, Brasil. Foto: Renato Moura/Voz das Comunidades
Morro da Fé, Complexo da Penha no Rio de Janeiro, Brasil. Foto: Renato Moura/Voz das Comunidades

Com a aproximação do G20, lideranças de favelas lançam o F20 e mobilizam, para não ficar de fora do debate que inclui temas importantes que atravessam o cotidiano de quase 10% da população brasileira, os moradores de favelas. 

O Favelas 20 (F20) se insere no contexto social do G20, com o objetivo de ampliar a base de participação social e assegurar a incidência dos movimentos de favelas nos processos decisórios do grupo. As recomendações do F20 serão encaminhadas para as autoridades brasileiras competentes e entregues durante a Cúpula social do G20, que ocorrerá entre os dias 14 e 16 de novembro, no Rio de Janeiro.

Esta cúpula será uma ocasião em que comunidades e periferias terão a oportunidade de expressar suas demandas, fortalecendo a estratégia do Brasil de deixar a participação social como um grande legado da presidência brasileira no G20. Muitas vezes marginalizada e excluída dos processos decisórios e debates de políticas públicas, ao incluir vozes das favelas nas discussões, o G20 Social garante uma representação mais ampla e genuína dos desafios enfrentados por diferentes parcelas da sociedade. .

Muitas das políticas discutidas no G20 têm impactos diretos sobre as condições de vida nas favelas, como desenvolvimento econômico, acesso a serviços básicos, direitos humanos e sustentabilidade ambiental. Ter a perspectiva das favelas nessas discussões ajuda a destacar problemas urgentes e necessidades específicas que podem ser ignoradas de outra forma.

Muitas das políticas discutidas no G20 têm impactos diretos sobre as condições de vida nas favelas, como desenvolvimento econômico, acesso a serviços básicos, direitos humanos e sustentabilidade ambiental. Ter a perspectiva das favelas nessas discussões ajuda a destacar problemas urgentes e necessidades específicas que podem ser ignoradas de outra forma. 

Lançamento do Favelas 20

Entre as presenças confirmadas no evento de lançamento do F20 estão lideranças das favelas cariocas de Vila Kennedy, Manguinhos, Rocinha, Vidigal, Complexo do Alemão, Maré, Acari, Caju, Fumacê e Jacarezinho. A iniciativa visa levar protagonismo às vozes faveladas que lutam por justiça social, enfrentando desafios como pobreza, violência, impactos ambientais e falta de infraestrutura. Esses desafios incluem foco em adaptação, mitigação e resiliência, sendo confrontos vividos pelas favelas brasileiras e internacionais.

“O objetivo do F20 é fazer a população da favela participar da tomada de decisão. A gente quer incluir muito mais a favela nos debates locais, regionais e especialmente globais a partir do que acontece dentro dela. Vamos levar a favela para as discussões globais”, aponta Gabriela Santos, diretora executiva do Voz das Comunidades. 

Oriundo das favelas, o F20 é uma oportunidade para mobilizar os moradores a se engajarem em causas que possam influenciar as discussões do G20, com foco em aumentar a visibilidade das favelas a nível local, regional e global. O F20 busca representar as comunidades marginalizadas e excluídas dos processos de tomada de decisão, garantindo que seus posicionamentos sejam ouvidos e suas necessidades sejam consideradas. 

O F20 é estruturado em cinco grupos de trabalho (GTs) focados em áreas específicas, que incluem: 

1. Combate às Desigualdades, Pobreza, Fome e Promoção da Saúde Mental. 
2. Acesso à Água Potável, Saneamento Básico e Higiene Pessoal. 
3. Combate à Crise Climática e Promoção da Transição Energética Justa. 
4. Combate ao risco de desastres naturais. 
5. Transformação, Inclusão Digital e cultural. 

Esses grupos de trabalho visam abordar questões críticas enfrentadas pelas comunidades faveladas e promover soluções sustentáveis e inclusivas para melhorar a qualidade de vida dos moradores. 

PROGRAMAÇÃO 

09h | 09h30min: Credenciamento e Boas-vindas. 

9h30min | 10h: Cerimônia de abertura e solenidades

10h | 10h50min: Painel 1: A Favela no Debate Global 

11h | 11h50min: Painel 2: Justiça Social: construindo pontes com foco na redução da Pobreza e a fome 

12h | 12h20min: Intervenção Artística 

12h20min | 13:30min: Almoço 

13h30min | 14h20min: Painel 3: Qual o papel do G20 na promoção da redução de riscos de desastres nas Favelas? 

14h30min | 15h20min: Painel 4: Justiça Climática nas favelas: Qual o nosso olhar com foco no G20? 

15h30min | 16:20min: Painel 5: Desafios enfrentados pelas favelas no acesso à água, saneamento e higiene 

16h30min | 16h40min: Agradecimento do F20 

16h40min | 18h30min: Networking e Apresentação Artística 

Serviço: Cerimônia de lançamento do F20 

Data: segunda-feira, 8 de julho de 2024 

Horário: 9h às 11h da manhã 

Local: Sede - Casa Voz Vidigal - Rua Armando Almeida Lima, número 8 - Vidigal

Com informações do Voz das Comunidades

Veja também

Carregando